O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira o diploma que altera o modelo de chapas de matrícula, introduzindo novas combinações de caracteres e um formato que harmoniza o modelo português com o da generalidade dos Estados da União Europeia.

Segundo o Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), esta nova combinação terá uma maior longevidade. Isto porque serão usadas, pela primeira vez, as letras Y, K e W nas matrículas portuguesas.

Adicionalmente, foi alterado o regime de emissão, revalidação, substituição, segundas vias e trocas de títulos de condução nacionais e estrangeiros, que passam a poder ser prestados nos Espaços Cidadão, pelos trabalhadores que prestam o atendimento do serviço.